Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog de uma miuda

Uma miúda adulta com coração de criança. Com amor à vida e a viver.

Blog de uma miuda

Uma miúda adulta com coração de criança. Com amor à vida e a viver.

Dia do Amor

Chegou o dia do amor!

 

fundo-dos-valentim-dia-dos-coracoes-com-efeito-bor

 

     Hoje dia de São Valentim ou Dia dos namorado não ia escapar a uma pessoa romântica e sentimental como eu! Por isso não se esqueçam de reservar um tempinho para a pessoa especial ou caso não haja para vocês próprios, que de certo merecem.

     Mas este não é o principal motivo da minha aparição (como se de uma santa se tratasse). Dia do amor remete para o coração e neste mesmo dia também se comemora o Dia do Doente Coronário, data institucionalizada pela Fundação Portuguesa de Cardiologia(FPC) e esse sim é o motivo que me leva a escrever este artigo. 

 

     Uma doença coronária é o resultado, na maior parte dos doentes, de aterosclerose (espessamento e endurecimento da parede das artérias). Esta doença é caracterizada pela formação de placas ateroscleróticas resultantes das concentração de gorduras nas paredes das artérias, o que resulta no comprometimento da circulação sanguínea e a irrigação dos tecidos do coração. Então podemos dizer que se trata das consequências de uma insuficiência das artérias para irrigar o coração por não se lhe proporcionar os nutrientes e o oxigénio necessários para a sua atividade.

     Esta doença é favorecida por determinados hábitos, comportamentos e estilos de vida, daí que se use o dia dos namorados como forma de apelar à sociedade para os problemas que atacam o coração como por exemplo o tabagismo ativo e assivo, a má alimentação bem como a falta de exercicio fisico. Estes e outros comportamentos contribuem para aumentar os fatores de risco como por exemplo a hipertensão arterial, o colesterol elevado e os diabetes.

 

     Segundo a FPC a doença coronária pode manifestar-se através de: 

     (...) uma dor torácica passageira, denominada de angina de peito, que resulta de um défice transitório na irrigação do miocárdio, ou por uma situação mais grave, o enfarte de miocárdio, em que o défice de irrigação é mais prologando, resultando daí a necrose ou morte de células musculares cardíacas da região afetada. Por vezes, as lesões provocadas são de tal maneira graves que delas resulta a morte súbita.

   

 Apesar dos grandes avanços cientificos a mortalidade continua elevada daí a principal mensagem da FPC neste dia ser:

     (...) “mais vale prevenir que remediar”, reforçando-se a necessidade de alimentação saudável e atividade física (o simples andar faz maravilhas pelo coração).

     

De acordo com pesquisas e a cargo de curiosidade em Portugal a doença coronária aguda afeta 10 mil pessoas por ano, sendo que as doenças cardiovasculares se apresentam como a principal causa de morte na nação (42% dos óbitos). Sendo assim e para os que leram até aqui e ficaram "preocupados"/interessados deixo AQUI o documento do IASaúde relacionado a alguns cuidados.

 

Até breve,

Uma Miúda.

 

 

Outros artigos explicativos:

 

Fontes:

 

Copyrighted.com Registered & Protected